Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mantinha do Ego

Pequenos retalhos que cobrem o alvorecer de dois quotidianos...

Mantinha do Ego

Pequenos retalhos que cobrem o alvorecer de dois quotidianos...

Pensar num herói é recordar o amor

 

«Os heróis são, os heróis vêm, os heróis vão».

 

Esta frase de José Cardoso Pires ficou gravada em mim como um hieroglifo na parede de uma pirâmide egípcia.

 

Pensar em heróis é pensar numa efemeridade que passa pela nossa vida, fugazmente, e leva consigo toda a construção de uma ideia de super poderes.

 

Pensar em heróis é encontrar imagens que ficaram perdidas num tempo de outrora e que, a cada tentativa de recordá-las, perdem nitidez e cor.

 

Pensar em heróis é pensar em ti. É imaginar o teu sorriso e ignorar as rugas no rosto de uma vida cansada e de muito trabalho. É procurar nos arquivos da memória as fotografias que paralisaram no tempo um momento que nunca mais vou reviver.

 

É uma recordação de um tempo de luta, de dificuldade, de muita humildade e entrega. É reviver pela saudade aquilo que nunca mais vai ser recuperado.

 

Pensar em heróis é ver aquele rosto em que os olhos cor de esperança ganham vida a cada piscadela e se rasgam num sorriso pelo olhar mais puro que se pode imaginar.

 

Heróis são aqueles que marcam a nossa infância e são revividos na vida adulta como recordações da puerilidade de uma altura que não volta.

 

Pensar no meu avô é recordar o meu herói. É redescobrir em cada traço do seu rosto uma marca que a vida deixou. Em cada recordação é procurar o alento que preciso e em cada memória um novo sentido.

 

É ver a maravilha do amor que brota na simplicidade de quem se entregou a uma vida dedicada à família, aos filhos, à ternura.

 

Pensar no meu avô é recordar o meu herói e redescobrir esse amor. Aquele que nunca se apagou e que nem a memória esqueceu.

 

Por isso, «os heróis são, os heróis vêm, os heróis vão» à mercê da memória, da recordação e ficam para sempre guardados no mais profundo do coração.

 

Avo-e-neto-dando-as-maos-Foto-Divulgacao.jpg